Design sem nome (1)

Samarco vai dobrar produção e criar 780 empregos no Espírito Santo

A mineradora Samarco anunciou que irá dobrar sua produção até o fim de março do próximo ano, criando 780 novos empregos no Espírito Santo. Desse total, 190 vagas serão diretas para o Complexo de Ubu, em Anchieta, e 590 serão postos temporários voltados para a prontidão operacional da usina III, que está programada para iniciar suas atividades em 2025.

Atualmente, a Samarco opera com 30% de sua capacidade produtiva, mas, com a reativação da terceira usina, essa capacidade será aumentada para 60%, resultando em uma produção de aproximadamente 15 milhões de toneladas de pelotas de minério de ferro por ano. A expectativa é que essa expansão possa ocorrer até dezembro deste ano, embora ainda não tenha sido confirmada.

A empresa, que também atua em Minas Gerais, planeja investir R$ 1,3 bilhão nos dois estados. No total, a expansão das atividades da Samarco deverá gerar 3 mil empregos, sendo 600 deles diretos. As vagas estão sendo preenchidas conforme a necessidade e divulgadas no site da empresa (www.samarco.com).

A mineradora, que ficou paralisada de novembro de 2015 a dezembro de 2020 devido à tragédia em Mariana (MG), projeta alcançar 100% de sua capacidade produtiva até 2028, retornando aos níveis anteriores ao desastre.

O consultor empresarial Durval Vieira de Freitas, da DVF Consultoria, afirmou que a participação da Samarco no Produto Interno Bruto (PIB) do Espírito Santo deve dobrar, passando de 1,5% para 3%. Freitas destacou que o aumento da produção também impulsionará empregos e negócios na cadeia de fornecedores, abrangendo setores como transporte, uniformes, alimentação, serviços de manutenção, comércio de materiais de construção, papelaria, informática, hotelaria e restaurantes.

O presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Paulo Baraona, elogiou o investimento da Samarco, ressaltando que “movimentam a cadeia de fornecedores, os empregos e a renda”.

(DA REDAÇÃO \\ Guth Gutemberg)

(INF.\FONTE: Verônica Aguiar \\ Capixaba News)

(FT.\CRÉD.: Internet \\ Divulgação)