governo do estado ES

Governo do Estado lança edital com R$ 10 milhões em recursos para pesquisa agropecuária

O governador do Estado, Renato Casagrande, participou, nesta segunda-feira (06), do lançamento do novo edital de pesquisa agropecuária do Programa de Incentivo à Pesquisa, à Extensão, ao Desenvolvimento e à Inovação Agropecuária (Inovagro). Essa é uma ação do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes). Estima-se a contratação de 30 a 40 projetos, com investimento total de R$ 10 milhões.

O Inovagro tem como objetivo principal subsidiar o desenvolvimento, a socialização, a implementação, a avaliação e o monitoramento das políticas públicas estratégicas do Estado do Espírito Santo no âmbito da agricultura. Criado em 2023, o primeiro ciclo de contratação do Inovagro ocorreu este ano, com 12 projetos, sendo seis projetos de extensão, cinco projetos de pesquisa voltados à cafeicultura e mais um projeto de monitoramento das políticas públicas. Na ocasião, foram investidos R$ 7,8 milhões.

Esse foi o maior volume de recursos da história do Espírito Santo, e também um dos mais relevantes do País, destinados a essa finalidade. O aporte total do Inovagro nos anos de 2023 e 2024 alcançou R$ 18 milhões.

“Investir em pesquisa e tecnologia para inovar é estar preparado para enfrentar os desafios no campo, oportunizando o desenvolvimento de estratégias eficazes para lidar com os processos no meio rural. A aplicação de novas tecnologias garante vantagem competitiva, tendo como benefício o aumento da produtividade, redução de custos e a melhoria na qualidade do produto final. Isso é promover e apoiar o progresso social e econômico, além de melhorar a qualidade de vida das pessoas”, ressaltou o secretário de Estado da Agricultura, Enio Bergoli.

Em sua fala, o governador Renato Casagrande lembrou das consequências das fortes chuvas que atingiram o Espírito Santo e o País nos últimos anos, bem como a importância da pesquisa para o desenvolvimento rural sustentável. “O que estamos fazendo aqui é enfrentar o que está acontecendo no mundo. Enfrentamos fortes chuvas no início deste ano em 13 municípios, em 2020 na região de Iconha e antes em 2013. Temos que ter investimento em novas tecnologias, incluindo, no campo, para que nos leve ao caminho da descarbonização. Assim cuidamos melhor do planeta e vamos no sentido inverso ao que tomamos até hoje, que tem levado a ocorrência de eventos climáticos extremos cada vez mais frequentes”, pontuou.

Edital de Pesquisa Agropecuária Inovagro 2024

O edital de pesquisa apresentado atende a uma demanda recorrente dos pesquisadores do segmento, devido ao longo período sem editais. Esse lapso temporal dificulta a manutenção de redes de pesquisa e o desenvolvimento de novas tecnologias para o meio rural e a pesca. Assim, em 2023, foi iniciada a concepção do edital juntamente com a Fapes no intuito de atender às demandas do setor.

O edital prevê recursos de R$ 10 milhões de reais a serem investidos em projetos de pesquisa aplicada em rede. Estima-se a contratação de 30 a 40 projetos, sendo cada projeto podendo alcançar R$ 315 mil reais em investimentos. As redes de pesquisas devem, obrigatoriamente, ser coordenadas por servidor do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), podendo contemplar entre três e seis projetos de pesquisa

Os recursos foram divididos em cinco grandes temas que abordam: cafeicultura com aporte de R$ 2,5 milhões destinados; fruticultura e olericultura com R$ 1,5 milhão; especiarias (pimentas-do-reino, rosa e gengibre) com R$ 1,5 milhão; temas transversais (irrigação, agroecologia, agricultura regenerativa, biotecnologia, bioinsumos e descarbonização) com R$ 2 milhões; outros temas (produção animal, aquicultura, pesca, silvicultura, heveicultura, culturas alimentares, exploração florestal, plantas alimentares não convencionais) com R$ 2,5 milhões.

O edital prevê avaliação do mérito técnico-científico e a análise estratégica, que envolve a aderência dos projetos ao Plano Estratégico de Desenvolvimento da Agricultura Capixaba (PEDEAG 4) e, consequentemente, às demandas do setor agropecuário e da pesca atualmente. As inscrições serão abertas no dia 10 de maio de 2024, por meio do portal da Fapes (SIGFAPES) e serão encerradas no dia 19 de junho de 2024.

“A Fapes tem a satisfação de anunciar o lançamento de mais um edital de pesquisa. É fruto de uma parceria com a Seag que existe há quase dez anos e que já investiu mais de R$ 40 milhões no fomento do agro capixaba. Agora, com esse novo edital, serão empregados mais R$ 10 milhões para atender projetos de pesquisa científica e de inovação em temas ligados à produção vegetal e animal, e temas transversais que abordam a mitigação de desafios da agricultura e meio ambiente do Espírito Santo”, afirmou o diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo, Rodrigo Varejão.

(DA REDAÇÃO \\ Guto Gutemberg)

(INF.\FONTE: Gov. ES \\ Divulgação)

(FT.\CRÉD.: Hélio Filho \\ Divulgação)